Assim como na terceira história, também a casa utilizada para a festa, igualmente desabitada, possuía um frigorífico cuja porta só se mantinha fechada à custa de uma enorme pedra.

Foi uma verdadeira aventura prepararmos o jantar naquela cozinha!

publicado por Marina às 17:14